X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Horário de Trabalho de Segunda a Sexta 08:00-18:00
Entre em Contato 54 3452.6289

As novas regras da Avaliação Nacional de Vinhos

As novas regras da Avaliação Nacional de Vinhos

ABE diminui volume mínimo de lote que facilita participação de pequenos produtores

Adriane Biasoli Notícias 37 Views 0 Min. de Leitura

  • Compartilhar com os amigos
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar por E-mail

Associação Brasileira de Enologia diminui volume mínimo de lote que facilita participação de pequenos produtores e retoma formato 100% presencial

 

A maior degustação de vinhos de uma safra do mundo chega a sua 32ª edição mais atual do que nunca. Desde sua criação, em 1993, o evento seguiu avançando junto com o setor vitivinícola, acompanhando as tendências da cadeia produtiva da uva e do vinho, contribuindo para a evolução do vinho brasileiro. Este ano, a Associação Brasileira de Enologia (ABE), faz uma significativa alteração no regulamento. Agora, vinícolas que vinificam até 100.000 quilos de uvas e que têm lote mínimo de 2.000 litros podem inscrever amostras. Já as empresas que processam de 100.000 a 1.000.000 quilos de uvas podem inscrever vinhos com lote mínimo de 3.000 litros. Outra modificação é que o evento volta a ser realizado de forma exclusivamente presencial.

 

O presidente da ABE, enólogo Ricardo Morari, explica que a mudança parece ser pequena, mas o impacto nas pequenas vinícolas é grande. “A Safra 2024 teve uma queda média de 20% a 30%. Com menos uvas, temos menos vinho e esta alteração beneficiará os pequenos produtores que têm grande representatividade no setor”, destaca. Segundo Morari, a novidade reflete, ainda, a realidade de um novo Brasil Vitivinícola. Além disso, explica, o desejo do reencontro, da celebração entre amigos, também levou a entidade a retomar o evento no formato 100% presencial. “A Avaliação, além do seu caráter técnico, também tem um papel importantíssimo como elo de confraternização entre a cadeia produtiva da uva e do vinho com o mercado. Por isso, estamos resgatando o modelo que sempre foi sucesso e que tornou a Avaliação o maior evento do vinho brasileiro”, argumenta.

 

Assim como o vinho brasileiro, a Avaliação Nacional de Vinhos também é dinâmica. Toda esta diversidade produtiva, única no mundo, está refletida no evento que, cada vez mais, se transforma para receber a inscrição de amostras de todo o país, dos mais variados terroirs. Na edição passada também houveram mudanças, que seguem este ano, como a redução de três para duas amostras na Categoria Vinho Base para Espumante, o acréscimo de uma para duas na de Vinho Tinto Jovem, inserindo um grupo específico para Pinot Noir, e a ampliação da possibilidade de inscrição de vinho de colheita de inverno - de julho de 2022 a junho de 2023 -, em todas as categorias.

 

O evento que se tornou o maior momento do vinho brasileiro chega a sua 32ª edição. A data começa a ser celebrada com o início das inscrições das amostras pelas vinícolas de todo o país, que encerra dia 24 de julho. O regulamento pode ser acessado pelo site www.anvinhos.com.br, onde também é disponibilizada a ficha de inscrição.
 

  • Compartilhar com os amigos
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar por E-mail
Adriane Biasoli
Adriane Biasoli

Secretária da Associação Brasileira de Enologia

Ler mais artigos do(a) autor(a)

Gostou do conteúdo ?
Deixe seu comentário no artigo: As novas regras da Avaliação Nacional de Vinhos, adoramos saber o que você pensa e quais conteúdos te interessam.

Enviando Comentário Fechar

Informativo

As inscrições dos vinhos para a XXIX Avaliação Nacional de Vinhos - Safra 2021 serão feitas mediante o preenchimento de ficha apropriada e pagamento da taxa de inscrição.

485 de 500

Fichas Disponíveis

Inscreva sua Amostra

Onde & Quando?

06 de Novembro de 2021
Bento Gonçalves, RS - Brasil
54 3452.6289
info@anv.com.br